Fandom

Wiki AIA 13-17

Função dos segmentos tubulares

Categoria

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Editor: Lucas Andrei Muehlbauer

Colaboradores: Tiago Vasconcelos Xavier, Kurt Neulaender Neto, Rafael Koerber, Giórgio Tondello, Carlos Ehrl

Após a filtração glomerular o filtrado passará pelo túbulo proximal, alça de Henle, túbulo distal, túbulo coletor e ducto coletor. Ao longo desse trajeto diferentes substâncias sofrem absorção, secreção, reabsorção. O processo final (urina) é igual a filtração glomerular + secreção tubular – a reabsorção tubular.

Filtração glomerular: Pouco seletiva (quase todos os constituintes do plasma são filtrados, uma exceção são as proteínas plasmáticas)

Reabsorção Tubular: muito seletiva

O soluto pode ser transportado do lúmen tubular em direção ao capilar peritubular pela via paracelular (entre as células epiteliais) ou por via transcelular (intercelular)

Mecanismos de reabsorção tubularEditar

Wikia1.jpg

http://www.sistemanervoso.com/pagina.php?secao=9&materia_id=183&materiaver=1

Substâncias devem ser transportadas, do lúmen tubular para o interstício e a seguir para o capilar peritubular.

Transporte ativo primário: Uso direto do gasto de ATP, por exemplo na bomba de sódio/potássio ATPase, na qual o ATP é clivado para mover 3 íons sódio do interior da celular para fora e a entrad

a de dois íons potássio para o interior celular.

Transporte ativo secundário: Transporte acoplado indiretamente a uma fonte de energia (gradiente iônico, por exemplo o trans porte de glicose para o interior celular, que é dependente de sódio). Ess

e transporte é dividido em cotransporte (duas ou mais substâncias seguindo uma mesma direção) e contratransporte (sentidos opostos).

Secreção Ativa secundária para os túbulosEditar

Via contratransporte, por exemplo a secreção de íons hidrogênio acoplados a reabsorção de sódio (este, do lúmen para o interstícios)

Pinocitose: processo para reabsorção de grande moléculas como proteínas, leva a formação de vesículas, é uma forma de transporte ativo.

Existe um limite de reabsorção, isso devido a saturação dos sistema de transporte. Isso ocorre por exemplo em pacientes com diabetes mellitus não controlados, em que a quantidade de glicose no túbulo excede a capacidade máxima, apresentando assim glicosuria, isso ocorre em níveis acima de 220mg/min

O transporte máximo global para os rins é alcançado quando todos os néfrons atingem sua capacidade máxima, sendo que nem todos os néfrons possuem capacidades iguais. 

As substâncias excretadas também exibem transporte máximo, como a creatinina

As substâncias que são reabsorvidas passivamente não exibem transporte máximo (transporte por gradiente-tempo)


A medida que o soluto é transportado por transporte ativo primário e secundário, ocorre um aumento da concentração de soluto no interstício, promovendo a osmose, sendo assim a água é reabsorvida passivamente do túbulo para o interstício. O fluxo osmótico ocorre predominantemente através das junções fechadas entre as células epiteliais do interstício.Editar

Segmentos tubulares :Editar

Túbulo proximal:

  • Alta capacidade de reabsorção
  • Alta permeabilidade a água
  • As células são altamente metabólicas (muitas mitocôndrias para a produção de ATP, necessárias para o transporte ativo)
  • As células apresentam bordas de escova no lado luminal
  • A primeira metade sódio é reabsorvido por cotransporte, levando a reabsorção de glicose e aminoácidos.
  • A segunda metade o sódio é reabsorvido principalmente com cloreto
  • Local importante para a secreção de ácidos e bases orgânicas, metabólitos e fármacos, que devem ser rapidamente removidos do corpo.


Alça de Henle:
Néfron.jpg

http://www.infoescola.com/anatomia-humana/nefron/

  • Ramo Descendente Delgado: muito permeável a água e moderadamente permeável a maioria dos solutos. Aqui ocorre a reabsorção de 20% de toda a água que foi filtrada no glomérulo.
  • Ramo Ascendente Espesso: Células com alta atividade metabólica capazes de reabsorver ativamente sódio,potássio e cloro, cerca de 25%, utilizando de uma proteína transportadora de cotransporte, utilizando a energia proveniente do sódio. Também é importante para a reabsorção paracelular significativa de magnésio, cálcio.


Túbulo Distal


  • Porção inicial faz parte do complexo justaglomerular, responsável por controlar o mecanismo de feedback negativo da filtração glomerular e o fluxo sanguíneo mediada por sódio nesse mesmo néfron.

Ducto Distal final e Túbulo coletor cortical


  • Possuem características funcionais semelhantes. Com dois tipos de células, as principais (reabsorvem sódio e água do lúmen tubular e secretam potássio para o lúmen tubular) e as intercaladas (responsáveis por reabsorção de potássio, bicarbonato e a secreção de íons hidrogênio para o lúmen tubular).
  • A membrana tubular é quase totalmente impermeável à ureia
  • A reabsorção de sódio é controlada principalmente pela Aldosterona
  • Sensíveis ao ADH, importante para a concentração de urina

Wikia2.jpg

http://www.sistemanervoso.com/pagina.php?secao=9&materia_id=183&materiaver=1

Ducto coletor medular

  • Local final de processamento da urina
  • Permeabilidade controlada por ADH
  • É permeável a ureia que causa reabsorção de parte desta
  • É permeável a ureia que causa reabsorção de parte desta

ReferênciasEditar

MUEHLBAUER,Lucas Andrei. Anotações da disciplina de Fisiologia. Univille 2013

HALL, John E.; GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Elsevier, 12ª edição, RIO DE JANEIRO, 2011

CONSTANZO, Linda S. Fisiologia. Guanabara Koogan, 4ª edição, RIO DE JANEIRO, 2008

Links externosEditar

http://www.youtube.com/watch?v=qiadHaP5FIY

http://www.youtube.com/watch?v=e7pnLGrFA_8

http://www.bibliocomunidad.com/web/libros/Fisiologia%20Renal%20II%20-%20FMUP.pdf

Páginas na categoria "Função dos segmentos tubulares"

Esta categoria possui apenas a página a seguir.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória