Fandom

Wiki AIA 13-17

Compartimentos dos Líquidos Corporais

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Editor: Giórgio Tondello

Colaboradores: Tiago Xavier, Kurt Neulaender, Carlos Ehrl, Lucas Muehlbauer e Rafael Koerber


"A manutenção de um volume relativamente constante dos líquidos corporais é extraordinária, pois existe uma contante troca de líquidos e solutos com o meio externo, assim como entre diferentes compartimentos do corpo. Por exemplo,  a entrada de líquidos no corpo é muito variável e deve ser cuidadosamente combinada com a saída de líquidos para evitar que o volume de líquido do corpo aumente ou diminua."

Perda de LíquidosEditar

Diariamente, o organismo elimina por volta de 2300ml de água, em condições normais: 700 ml pela eliminação insensível (pele e trato respiratório), 100 ml através da sudorese, 100 ml através das fezes e 1400 ml através da urina.
A quantidade de líquido que se perde através da sudorese varia muito, depende da atividade física que esta se praticando e também da temperatura do ambiente. Em um dia que estiver fazendo muito calor, essa perda pode chegar a 1400ml jkloiue com exercício intenso prolongado, pode chegar a 5000 ml.
A perda de líquidos através das fezes geralmente é pequena, mas essa quantidade pode sofre um grande aumentor e chegar a vários litros por dia em indivíduos com diarréia, que pode vir a ser fatal, principalmente em crianças, se não for tratada a tempo.

CompartimentosEditar

O líquido corporal total esta dividido em 2 grandes compartimentos: o líquido extracelular e o líquido intracelular. O líquido extracelular por sua vez é dividido em: líquido intersticial e plasma.

Em um ser humano adulto, a quantidade total de água representa 60% de todo o peso corporal, portanto, em um homen com peso média de 70 quilos, ele terá 42 litros de água, que corresponde a 42 quilos de toda seu peso corporal.

Volumes.jpg

www.lookfordiagnosis.com

Pessoas obesas tem menos líquido corporal, devido ao fato do tecido conjuntivo comportar menos quantidade de liquidos.

Destes 60%, 2/3 ou 40% será do liquido intracelular, e os outros 20% do líquido extracelular, que por sua vez sera subdividido em 15% para o liquido intersticial e 5% para o plasma.




Constituintes do Líquido Extracelular e IntracelularEditar

O plasma e o líquido intersticial são separados apenas por uma membrana capilar com grande permeabilidade a íos, assim, suas composições iônicas são semelhantes. A diferença mais importante entre estes dois compartimentos é a maior concentração de proteínas no plasma, isso se deve aos capilares terem baixa permeabilidade às proteínas plasmáticas.
220px-Gibbs-donnan-en svg.png

en.wikipedia.org - 220 × 160

Efeito Donnan - É o equilibrio entre cargas positivas e negativas presentes na membrana. O plasma é composto de proteínas plasmáticas (ex:albumina), essas proteínas tem cargas negativas que promovem uma redistribuição de pequenos cátions e anions, através da parede do capilar.

Como a membrana é apenas permeável a íons, ocorre um fluxo de ânions para o plamas por diferênça de concentração. Com esse fluxo, vai ocorrer um acúmulo de carga negativa no plasma, o que moverá cátions do interstício para o plasma. Portanto, a concentração de cátions no plasma é levemente maior que no interstício e a concentração de ânions no plasma e maior distratamente menor que no intertício.

O líquido extracelular contem grandes quantidades de íons sódio e cloreto, uma quantidade razoável de íons bicarbonato e uma pequena quantidade de íons potássio,cálcio, magnésio, fosforo e ácidos orgãnicos.

A composição do líquido extracelular é cuidadosamente regulada por vários mecanismos, mas especialmente pelo rim, conforme será discutido mais para frente.

Regulação da troca de líquidos e Equilíbrio OsmóticoEditar

As quantidades relativas de líquido extracelular distribuídas entre o plasma e os espaços intersticiais são determinadas principalmente pelo equilibrio de forças hidrostáticas e coloidosmóticos através das membranas capilares. A distribuição dos líquidos entre os compartimentos intra e extra celular, em contraste, é determinada pelo efeito omótico de solutos menores -sódio,cloreto e outros eletrófilos- agindo através da membrana celular. A razão para isso é que as membranas celulares são altamente permeáveis a água e relativamente impermeáveis a esses íons menores. Portanto, a água se move rapidamente através da membrana celular, de forma que o líquido intracelular permanece isotônico em relação ao líquido extracelular.

Osmose - É a passagem de líquido (água) através de uma membrana semi permeável a favor do gradiente de pressão osmótica. O gradiente de pressão osmótica é gerado pela concentração de solutos. A passagem ocorre de uma região mais concentrada em soluto para uma de menor concentração de água. Em se tratando de concentrações, a passagem do líquido é do meio menos concentrado para o mais concentrado.

Devido as membranas celulares serem relativamente impermeáveis para a maioria dos solutos, sempre haverá um maior acúmulo de soluto de um lado da membrana, que ditará a direação a direção da difusão, em resultado das diferenças de concentrações que existem entre os 2 lados da membrana celular. A taxa de difusão da água é conhecida como taxa osmose.

Tonicidade dos líquidosEditar

O efeito de diferentes concentrações de solutos impermeantes do líquido extracelular no v
Hemaceas.jpg

Diferentes tipos de concentrações.

olume das células pode ser observado na figura ao lado.

Se eu colocar células em uma osmolaridade de 282 mOsm/L, as células não terão seu volume aumentado, pois as concentrações dos líquidos intra e extracelular são iguais e os solutos não podem entrar ou sair da célula. Essa solução é caracterizada como ISOTÔNICA.

Se a célula for inserida em uma solução HIPERTÔNICA, que apresenta uma concentração maior de solutos impermeáveis que o líquido intracelular, a água irá sair da célula do líquido intracelular para o extracelular. Neste caso a célula irá "murchar" até que as osmolaridaes voltem a ficar iguais.

Em uma solução HIPOTÔNICA, com concentrações de soluto impermeantes menores que 282 mOsm/L, a água ia se difundir do meio extracelular para o iintracelular, causando um "inchamento" da célula. Caso o inchamento ultrapasse a capacidade de distensão da membrana, ela vai se romper, fenômeno chamado de "Lise".

Efeito da adição de solução salina ao Líquido ExtracelularEditar

Se uma solução salina isotônica for adicionada ao compartimento de líquido extracelular,a osmolaridade do líquido extracelular não se altera; por essa razão, não ocorre osmose através das membranas celulares, e o único efeito é o aumento do volume do líquido extracelular.

Se uma solução hipertônica é adicionada ao líquido extracelular, a osmolaridade extracelular aumenta e causa osmose da água das celulas para o compartimento extracelular. O efeito real é um aumento do volume extracelular (maior do que o volume de líquido adicionado), uma redução no volume intracelular, e um aumento na osmolaridade de ambos os compartimentos.

Se uma solução hipotônica é adicionada ao líquido extracelular, a osmolaridade do líquido diminui e parte da água extracelular se difunde por osmose até que as células do compartimento intrecelular e extracelular tenham a mesma osmolaridade. Ambos os volumes intracelular e extracelular aumentam quando se adiciona um líquido hipotônico, embora o líquido intracelular aumente em maior estensão.



ABAAAA1mAAF-11.jpg

(Modificado de Pitts, R.10)










Alterações no volume e na osmolalidade dos compartimentos intra- e extracelulares, quando se adiciona: A) apenas água ao organismo; B) uma solução salina hipertônica; C) uma solução salina isotônica. O estado inicial dos compartimentos intracelular (I) e extracelular (E) está representado pelas linhas contínuas e no final está representado por linhas interrompidas. A altura do compartimento representa a osmolalidade, e a largura, o volume.

ReferênciasEditar

HALL, John E.; GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Elsevier, 12ª edição, RIO DE JANEIRO, 2011.

TONDELLO, Giórgio C. Anotações da aula da Disciplina de Fisiologia. UNIVILLE. 14/05/2013.

CONSTANZO, Linda S. Fisiologia. Guanabara Koogan, 4ª edição, RIO DE JANEIRO, 2008.

Links Externos

Influência na Infusão de Soro Fisiológico NaCl 0,9% na saúde

Manutenção da volemia

Osmose (animação

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória