Fandom

Wiki AIA 13-17

Fatores Psicológicos e Comportamentais que Afetam Condições Físicas

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Autor: Leandro Rosin

Colaboradores: Ana Luysa Santin, Jessé Vinícius Lana

Nicolas Dominico, Renata Dal Bó

IntroduçãoEditar

“Fatores de risco” comportamentais para o desenvolvimento de doenças físicas: 

· Tabagismo;

· Obesidade;

· Dependência de álcool e de outras substâncias;

· Práticas sexuais de risco.

O número total de mortes prematuras nos Estados Unidos foi de quase 2 milhões, tendo como base a população de 1980.

“A crença de que os fatores psicológicos influenciam a expressão dos sintomas físicos e de que podem afetar o curso das doenças é uma suposição básica na prática da medicina desde os tempos de Hipócrates.”


Imagem.jpg

Fonte: http://guriguti.blogspot.com.br/2012/06/doencas-psicossomaticas-epidemia-global.html

Medicina PsicossomáticaEditar

Fatores psicológicos → Sintomas FÍSICOS.

Somatizar: manifestar no corpo, na forma de doença ou sintoma, algum conflito emocional.

Deriva de três teorias: Psicanálise, Psicofisiologia e Psicobiologia.




Teoria da EspecificidadeEditar

Proposta por Franz Alexander em 1950;

É uma teoria “descartada” ;

Conjuntos específicos de conflitos intrapsíquicos podem levar: 

- Tipos específicos de doenças

PsicofisiologiaEditar

Proposta por Pavlov, Cannon e Wolff;

Relação entre estímulos estressores e variáveis fisiológicas;

Base para diversos estudos psicofisiológicos:

· Psiconeurofisiologia

· Psiconeuroendocrinologia

· Psiconeuroimunologia

PsicobiologiaEditar

Meyer (1957)

Interações entre fatores constitucionais, ambientais constitucionais na personalidade de cada indivíduo;

Origem do modelo BIOPSICOSSOCIAL:

- Fatores sociais X Personalidade X Vulnerabilidade às doenças.

Visão integral: Físico, Psicológico e Social.

AtualidadeEditar

Aceita-se a relação entre fatores psicológicos e condições médicas é complexa;

Pode ser afetada por diversas variáveis biológicas e psicossociais.

Desafio: quantificar os efeitos interativos entre os múltiplos fatores e avaliar a variabilidade da influencia biológica no indivíduo.

Imagem 111.jpg

Fonte: http://psicossomaticaararaquara.blogspot.com.br/2012/11/o-que-significa-abordagem.html

Exemplo: EstresseEditar

Difícil quantificação;

Muitas vezes considerado nocivo, o estresse pode ser benéfico, negativo ou pode ter efeitos combinados em um indivíduo.

- Eustress: Promove crescimento e saúde

- Distress: Desencadeia doenças

Um dado evento será ou não estressante para um indivíduo dependendo do significado pessoal que o evento tem para ele e das habilidades do indivíduo de adaptar-se ao estresse ou de manejá-lo.

FPACF e DSM-IVEditar

Apesar do consenso de que fatores psicológicos afetam a saúde física, há várias questões pertinentes que ainda não foram elucidadas, incluindo: 

Ø Tipos precisos de fatores psicológicos e comportamentais;  

Ø Tipos de indivíduos suscetíveis a eles;

Ø Tipos específicos de doenças nas quais essas características são importantes;

Ø Até que ponto, no decorrer da doença, essas características são determinantes.

DSMEditar

“Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders”;

Associação Americana de Psiquiatria (APA), 1952;

Surgiu pela necessidade de uniformizar definições adotadas por hospitais psiquiátricos, exército e membros da APA.

Inclusão no DSMEditar

Sob o ponto de vista diagnóstico, essas características foram incluídas no DSM-II como “doenças psicofisiológicas”;

No DSM-III, o termo foi substituído pela categoria FPAC.

Categoria FPACFEditar

“Fatores Psicológicos e Comportamentais que Afetam Condições Físicas”.

Proporcionaria ao clínico uma referência, para que determinada condição fosse considerada psicológica ou orgânica (derivada de uma condição médica geral);

1 - condições físicas.png















DSM-IVEditar

O termo “orgânico” foi abolido:

Distinguem-se transtornos mentais derivados de uma condição médica geral, induzidos por substâncias ou sem etiologia específica.

DSM-5Editar

Publicado em Maio de 2013.

Foi alvo de muitas críticas por se basear em estudos sem embasamento empírico, ser controverso, etc.

CONCLUSÃOEditar

Avaliar como e que fatores psicológicos influenciam nas condições médicas:

Ø Auxilia no diagnóstico;

Ø Auxilia no tratamento;

Ø Auxilia na prevenção de certas doenças e até mesmo de mortes precoces.

Referências bibliográficas:Editar

Transtornos Mentais devidos à uma condição médica  geral – DSM IV. Disponível em: http://virtualpsy.locaweb.com.br/dsm_janela.php?cod=73

MARI, JJ; RAZZOUK, D; PERES, MFT et al. Guia de psiquiatria (série guias de medicina ambulatorial e hospitalar). São Paulo: Manole, 2002.

BETTARELLO, SV. Perspectivas psicodinâmicas em psiquiatria. São Paulo: Lemos, 1998. 

SONENREICH, C; ESTEVÃO, G; FILHO, LMA. Psiquiatria: propostas, notas, comentários. São Paulo: Lemos, 1999. 

HALES, RE; YUDOFSKY, SC. Tratado de psiquiatria clínica. 4ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Links Relacionados:Editar

STOUDEMIRE, A; HALES, RE. Fatores Psicológicos Afetando Condições Médicas e DSM-IV: Visão Geral. Cap. 1.

CERCHIARI, EAN. Psicossomática um estudo histórico e epistemológico. Psicol. Cienc. Prof. Vol.20. no.4. Brasília, Dez 2000.

MARCO, MA. Do modelo biomédico ao modelo biopsicossocial: um projeto de educação permanente. Revista Brasileira de Educação Médica. Rio de Janeiro, v.30, no.1, jan/abr. 2006.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória