Fandom

Wiki AIA 13-17

Fisiologia Feminina

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Editor: Kurt Neulaender Neto

Colaboradores: Rafael de Geus Koerber, Giórgio Conte Tondello, Tiago Vasconcelos Xavier, Carlos Ehrl e Lucas Andrei Muehlbauer

Sistema Hormonal FemininoEditar

O sistema hormonal feminino é subdividido em 3 grupos de hormônios:

-O hormônio de liberação hipotalâmica: Hormônio liberador de gonadotropinas (GnRH)

- Os hormônios sexuais da hipófise anterior: Hormônio Folículo Estimulante (FSH) e o hormônio Luteinizante (LH). Estes hormônios são liberados em função da atuação do GnRH ( produzido pelo hipotálamo).

- Os hormônios Ovarianos: São eles: O Estrogênio e a Progesterona que são secretados pelos ovários em função da liberação dos hormônios sexuais da hipófise anterior.

* É de extrema importância perceber que a liberação desses hormônios não segue uma reta, ou seja, eles são liberados em diferentes concentrações de acordo com o ciclo menstrual feminino mensal.


* Outro ponto importante é a percepção que o hormônio GnRH possui variação de liberação menos drástica do que os outros hormônios em questão.

Ciclo Ovariano Mensal e Função dos Hormônios Gonadotrópicos:

1382123 387790824683818 1253608863 n.jpg

fonte: https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&biw=768&bih=928&site=imghp&tbm=isch&sa=1&ei=pYZFUrfPLYS-9QTi3oGwBA&q=fisiologia+feminina+ciclo+menstrual&oq=fisiologia+feminina+cic&gs_l=img.1.0.0i24.19650.24033.0.25456.23.19.0.4.4.0.437.4388.3j3j7j1j4.18.0....0...1c.1.27.img..11.12.1331.07hWFclkz8I#biv=i%7C12%3Bd%7CbM77Oqs7sFaNmM%3A

Duração: O ciclo menstrual feminino dura em torno de 28 dias. Porém, existem mulheres que possuem um ciclo mais curto ( cerca de 20 dias) e outras que possuem um ciclo mais prolongado ( cerca de 45 dias).

** Com frequência é possível associar a anormalidade do ciclo menstrual a uma maior tendência de infertilidade.

Número de óvulos: Normalmente é liberado apenas 1 óvulo a cada ciclo menstrual. Sendo que não existe uma padronização de qual seja o ovário liberador.

Endométrio: O endométrio é preparado com antecedência para a implantação do óvulo fertilizado.

Hormônios Gonadotrópicos e seus efeitos nos Ovários:

- São eles: FSH e LH.

- São glicoproteínas

- Secretados pela hipófise anterior.

- Importância: Na ausência desses hormônios os ovários apresentam-se inativos, sem suas funções. Isto é percebido na infância em que a menina não possui um ciclo menstrual devido a baixas quantidades de hormônios gonadotrópicos.

- Puberdade nas mulheres: Começa normalmente entre os 11 e 15 anos de idade, sendo que esse período é marcado por uma liberação gradativamente maior de FSH e LH.

- Primeira menstruação: Denominada de Menarca.

-Funcionamento dos hormônios Gonadotrópicos: Eles agem através de receptores específicos localizados nas células- alvo ovarianas. A interação entre receptor e hormônio ocasiona a ativação do sistema de segundo mensageiro do monofosfato cíclico de adenosina, no citoplasma celular.

- Monofosfato cíclico de adenosina: Este segundo mensageiro ocasiona a formação de proteinocinases e fosforilação de enzimas-chave. Por este mecanismo, ocorre uma maior síntese dos hormônios sexuais ( progesterona e estrogênio).

Crescimento do Folículo Ovariano:

- Fase Folicular.

1240015 387790808017153 1117978952 n.jpg

Fonte:https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&biw=768&bih=928&site=imghp&tbm=isch&sa=1&ei=pYZFUrfPLYS-9QTi3oGwBA&q=fisiologia+feminina+ciclo+menstrual&oq=fisiologia+feminina+cic&gs_l=img.1.0.0i24.19650.24033.0.25456.23.19.0.4.4.0.437.4388.3j3j7j1j4.18.0....0...1c.1.27.img..11.12.1331.07hWFclkz8I#biv=i%7C5%3Bd%7CMtOzSZtCFo0NVM%3A

- O primeiro estágio do crescimento folicular é marcado pelo aumento do óvulo ( cerca de 2 a 3 vezes). Posteriormente é também percebido um aumento na camada das células da granulosa e dos folículos primários.

- Criança: Quando uma criança( sexo feminino) nasce, cada óvulo é envolto por apenas 1 camada de células da granulosa. Este tipo de óvulo é denominado de Folículo Primordial. A função dessas células da granulosa parece estar relacionada com a nutrição do folículo primordial e também com a liberação de um fator de inibição da maturação do ovócito.

- Fator inibidor da maturação do ovócito: Mantém o óvulo em seu estado primordial( folículo primordial) que encontrar-se-á no estágio de prófase da divisão meiótica.

- Puberdade: Como dito anteriormente, é um período marcado pelo aumento progressivo da secreção dos hormônios hipofisários  FSH e LH) que culminaram com o início do ciclo menstrual.

Desenvolvimento de Folículos Antrais e Vesiculares:

Primeiros dias do ciclo: Concentrações de FSH e LH aumentam levemente. Sendo que o FSH possui início um pouco antes e concentrações também um pouco maiores. Basicamente o crescimento do folículo até o estágio antral é creditado principalmente ao FSH.

- Acontece a aceleração do crescimento de 6  a 12 folículos primários. Inicialmente percebe-se um aumento rápido na proliferação das células da granulosa, levando o aparecimento de novas camadas.

- É presenciado a formação de 2 camadas de células, as Tecas. Essa massa celular é derivada de células fusiformes do interstício ovariano que se agrupam e se estabelecem por fora das células da granulosa.

- Teca Interna: Células com capacidade de secretar hormônios sexuais esteroides ( estrogênio e progesterona)

Teca Externa: Forma uma cápsula de tecido conjuntivo muito vascular.

Após a fase proliferativa inicial:

-Células da granulosa passam a secretar o líquido folicular. O acúmulo do líquido folicular promove o aparecimento do antro.

*Característica do Líquido Folicular: Líquido rico em estrogênio.

- Formação do Folículo Vesicular:

Período marcado por um rápido crescimento, ocasionado pelos seguintes fatores:

1)      Estrogênio secretado pelo folículo promove um aumento no número de receptores de FSH na camada das células da granulosa. Ocasionando um efeito de feedback Positivo.

2)      O FSH e os estrogênios promovem um aumento no número de receptores de LH nas células da camada da granulosa.

3)      O aumento na quantidade de estrogênio e de LH promovem um aumento da proliferação das células foliculares bem como um aumento da secreção das mesmas.

** O folículo cresce e o óvulo permanece no polo folicular.

Apenas um folículo amadurece por mês e o Restante sofre Atresia.

*Os demais folículos (de 5 a 11) acabam por não evoluir e sofrem um processo de atresia e são chamados de folículos atrésicos. A importância desse processo é a maturação de apenas 1 folículo e consequentemente de apenas 1 óvulo por ciclo menstrual( na situação mais comum).

-Mecanismo para que isso ocorra: Relacionado tanto com o feedback intrínseco como também pela regulação hipotalâmica. A grande quantidade de estrogênio secretada pelo folículo em desenvolvimento emite sinais para o hipotálamo que levará o hipotálamo a secretar quantidades menores de FSH pela hipófise anterior e deste modo irá bloquear o crescimento dos folículos menores. Ao mesmo tempo efeitos de feedback  intrínseco positivo também determinaram o crescimento e desenvolvimento do folículo maior( tornando-se um folículo maduro).

* Resumidamente os efeitos de feedback positivo intrínseco e os efeitos de feedback negativo via hipotálamo/hipófise anterior determinaram o crescimento do folículo maior e a atresia dos demais folículos.

Ovulação:

Para uma mulher com ciclo ovulatório de 28 dias:

A ovulação dar-se-á no 14 dia após sua menstruação, ou seja, na metade do ciclo.

Antes de ovular: O estigma localizado no centro da cápsula folicular permitirá a saída de liquido do folículo, este líquido de característica viscosa, levará o óvulo juntamente com uma massa de células da granulosa.

** A massa de células da granulosa aderida ao óvulo em virtude do líquido viscoso formará uma estrutura denominada de Coroa Radiata.

Pico de LH é necessário para a Ovulação:

-A secreção de LH torna-se gradativamente maior cerca de 2 dias antes da ovulação e atinge seu pico em torno de 16 horas antes que o óvulo seja liberado ( secreção encontra-se 10 vezes maior).

- O LH possui como uma das funções influenciar que as células da granulosa e as células da Teca passem a secretar o hormônio Progesterona. Deste modo percebe-se uma redução na secreção do hormônio Estrogênio antes da ovulação( cerca de 1 dia).

* Resumidamente: Ocorre um aumento da secreção de progesterona e consequentemente uma redução na secreção de estrogênio, isto, influenciado pelo LH.

* Mesmo sendo de extrema importância o LH para a ovulação, o FSH também age de forma sinérgica para que esse processo se concretize, embora com menor parcela.

MECANISMO POSTULADO DA OVULAÇÃO:

Combinação de dilatação folicular( via prostaglandinas) e degeneração da parede do folículo( via enzimas proteolíticas dos lisossomos/ influenciado pela Teca externa).

 C orpo Lúteo: Formado após a Ovulação

Estágio desenvolvido: 7 a 8 dias após a ovulação. Depois sofrerá processo de involuação.

Corpus Albicans: Formado em torno de 12 dias após a ovulação. Resultado do processo de involução que culminará na substituição por tecido conjuntivo e absorvido finalmente.

Característica: Coloração amarela em virtude de inclusões lipídicas.

Origem: Células da granulosa e da teca interna que se transformam em células luteínicas. Processo de luteinização.

Células da granulosa: Secretam grandes quantidades de progesterona( mais progesterona na fase lútea) e estrogênio.

Células Tecais: Secretam androgênios, como: androstenediona e testosterona. Existe a possibilidade de conversão de hormônios masculinos em femininos pela enzima Aromatase.

*INIBINA: Secretada pelas células luteínicas e tem por função inibir a secreção de FSH( em especial) pela hipófise anterior. Isto acabará acarretando na própria involução do corpo lúteo.

Funções dos Hormônios Ovarianos:

Estrogênios:

- Esteroides derivados do colesterol sanguíneo e também da Acetilcoenzima A.

- Transporte ocorre por uma ligação fraca com proteínas plasmáticas do sangue. Principalmente Albumina e Globulinas específicas.

-Excreção: Fígado e Urina. No fígado

-Apenas 3 estrogênios encontram-se em quantidades significativas no plasma feminino: Beta-Estradiol( principal), Estrona e Estriol.

- Possui como uma de suas funções a formação das características sexuais secundárias femininas.

- Na mulher não grávida são secretados pelos ovários.

-São secretados em pequenas quantidades pelas adrenais.

- Durante a gravidez são secretados pela Placeta.

Progestinas:

- Esteroides derivados do colesterol sanguíneo e também da Acetilcoenzima A.       

- Transporte ocorre por uma ligação fraca com proteínas plasmáticas do sangue. Principalmente Albumina e Globulinas específicas.

<p style="font-style:inherit;font-size:13px;line-height:21px;">

-Mais importante das progestinas: Progesterona.</p>

-Atuam basicamente no processo de preparação do útero para uma possível gravidez, bem como, para o processo de lactação das mamas.

- Na mulher não grávida é secretada em quantidades significativas  pelo corpo lúteo. Isto se dá na segunda metade do ciclo.

-Durante a gravidez: Secretada pela Placenta.

Funções dos Estrogênios:

Funções Primárias: Proliferação celular e crescimento de tecidos de órgãos sexuais e de reprodução.

Efeitos sobre o útero e órgãos sexuais femininos externos:

Aumento de tamanho

Depósito de gordura( monte pubiano e grandes lábios)

Crescimento dos pequenos lábios

Alteração do epitélio vaginal ( cuboide para estratificado)

Alteração do endométrio( proliferação do estroma endometrial e das glândulas endometriais).

Efeitos sobre as Mamas:

Desenvolvimento dos tecidos estromais das mamas.

Crescimento dos Ductos.

Depósito de gorduras.

**Prolactina e Progesterona determinam o crescimento final das mamas.

 

Sobre os Esqueletos:

Inibe a atividade osteoclástica, assim, estimula o crescimento ósseo. Fator Inibitório de osteoclastogêne.

União das Epífises.

Osteoporose( Patologia )

Entendendo: Após a menopausa pouquíssimo estrogênio e progesterona são produzidos pelos ovários. Essa deficiência hormonal provoca:

Aumento da atividade osteoclástica.

Diminuição da matriz óssea.

Diminuição de depósitos de cálcio e fosfato.

Estrogênios também provocam um leve aumento da proteína corporal total que pode ser observado por um balanço nitrogenado positivo. Sendo que os efeitos da testosterona para o acumulo de proteínas é mais relevante.

Estrogênios aumentam o metabolismo corporal e também aumentam o depósito de gordura. Sendo que a testosterona age de maneira mais relevante também.

Estrogênios também agem sobre a distribuição pilosa, porém não de maneira tão intensa como os androgênios.

Estrogênios também agem sobre a pele deixando-a mais macia, lisa e também mais vascularizada.

Estrogênios também agem sobre o balanço eletrolítico, causando maior retenção de sódio e água nos túbulos renais.

Funções da Progesterona:

Ativação secretória no endométrio Uterino,

Diminuem a frequência e a intensidade das contrações uterinas.

Promovem também o desenvolvimento das mamas.

Atuam no ciclo menstrual, provocando a proliferação do endométrio, alteração na atividade secretória do endométrio e também na descamação uterina ( menstruação).

602937 387790788017155 514316312 n.jpg

fonte: https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&biw=768&bih=928&site=imghp&tbm=isch&sa=1&ei=pYZFUrfPLYS-9QTi3oGwBA&q=fisiologia+feminina+ciclo+menstrual&oq=fisiologia+feminina+cic&gs_l=img.1.0.0i24.19650.24033.0.25456.23.19.0.4.4.0.437.4388.3j3j7j1j4.18.0....0...1c.1.27.img..11.12.1331.07hWFclkz8I#biv=i%7C5%3Bd%7CMtOzSZtCFo0NVM%3A

Fases da menstruação: 3 Fases podem ser evidenciadas > Fase Proliferativa, Fase Secretora e Menstruação.

Fase Proliferativa: Também chamada de fase Estrogênica.

Duração média de 11 dias.

Ocorre antes da ovulação.

Marcado por uma proliferação das células endometriais. ( a reepitelização dura de 4 a 7 dias)

Presenciado um maior número de glândulas endometriais.

Aumento no número de vasos sanguíneos.

Aumento no número de células estromais.

Fase Secretora : Também chamada de fase Progestacional)

Duração média de 12 dias.

Ocorre depois da ovulação.

Leve proliferação de células endometriais.

Aumento no número de vasos sanguíneos.

Aumento da atividade secretora ( muitos nutrientes são armazenados para que se estabeleça uma condição ideal para a implantação do óvulo fertilizado).

Menstruação : Fase Menstrual.

Duração média de 5 dias.

Marcado por baixos níveis de estrogênio e de progesterona.

Vasos sanguíneo ficam vasoespásticos ( ocasionado por vasoconstrição via prostaglandinas).

O vasoespasmo levará a uma diminuição da disponibilidade de nutrientes.

O efeito hormonal( queda de estrogênio e progesterona) levará o endométrio uterino a um estado de necrose.

Menstruação normal é de cerca de 40 ml de sangue mais 35 ml de líquido seroso eliminado.

Não é normal a presença de coágulos pois existe o efeito da fibrinolisina que impede a formação dos coágulos. A presença de coágulos é um sinal patológico.

4 a 7 dias após o inicio da menstruação a perda de sangue deve cessar pois o endométrio já encontra-se reepitalizado.

Leucorréia Durante a Menstruação: Evento Protetor.

Enorme quantidade de leucócitos é liberado juntamente com o material necrótico e sangue. Isto torna o útero extremamente resistente a infecções durante a menstruação.


ReferênciasEditar

NETO, Kurt Neulaender. Anotações da disciplina de Fisiologia. Univille 2013, 29/07/2013

HALL, John E.; GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Elsevier, 12ª edição, RIO DE JANEIRO, 2011

CONSTANZO, Linda S. Fisiologia. Guanabara Koogan, 4ª edição, RIO DE JANEIRO, 2008


Links ExternosEditar

http://m.youtube.com/watch?v=cIaZkK7oGxU

http://m.youtube.com/watch?v=bkdtz-Ps4hg

http://m.youtube.com/watch?v=duMT_YcekDI


Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória