Fandom

Wiki AIA 13-17

Proteína C reativa

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Editora: Ana Laura Milhazes

Colaboradoras: Ana Carolina Simoneti, Beatriz Cernescu, Gabrielly de Araújo e Sophia Barbosa.

 

Proteína C reativaEditar

IntroduçãoEditar

Em 1930 a proteína C reativa (PCR) ganhou de seus descobridores, Tillett e Francis, este nome pelo fato de reagir contra a cápsula de uma bactéria, o Pneumococcus. A PCR é uma proteína plasmática que atua como um marcador inespecífico de diversos contextos inflamatórios, sejam eles de pequeno ou grande porte.

Ela é sintetizada pelos hepatócitos no fígado em resposta ao estímulo principalmente da Interleucina-6 (IL-6), mas também sofre influências dos níveis de fator de necrose tumoral α e de Interleucina-1B (IL-1B). Sua atividade no sistema imune se dá pela sua ação opsonizadora (as células fagocíticas tem receptores para a PCR que se liga ao patógeno), além de ativar o sistema complemento pela via alternativa.

A concentração sérica da PCR em pessoas sadias é de aproximadamente 0,8 mg/L (0,3-1,7 mg/L). Pode ser detectada no sangue em 4 a 6 horas após o estímulo e a sua concentração dobra em aproximadamente 8 horas, com o pico sérico entre 36 e 50 horas. 

Contexto ClínicoEditar

A dosagem de PCR foi utilizada inicialmente pelos reumatologistas, mas com o passar dos anos, ao descobrir-se que ela está relacionada a quase todos os estímulos inflamatórios, como infecções, câncer, traumas e “reumatismos”, tornou-se de utilização ampla e disseminada no meio médico.

A PCR é solicitada pelos médicos em diversas situações, como quando se quer saber da presença de uma inflamação ou a evolução desta inflamação, pois mesmo quando o diagnóstico já está definido, a PCR serve para monitorar se há melhora ou piora progressiva da condição que causou sua elevação.

Apesar de muito sensível, este exame é largamente inespecífico. Como já mencionado, qualquer processo inflamatório pode elevar este exame. Assim, o médico não deve deixar de lado a análise da história do paciente, o exame físico e outros exames como o hemograma e ensaios bacteriológicos, para que se possa chegar uma conclusão.

As três principais indicações da PCR são:

Ateroma.jpg

Formação da placa de ateroma Fonte: http://www.google.com.br/search?um=1&hl=pt-BR&biw=1093&bih=492&tbm=isch&sa=1&q=placa+de+ateroma&oq=placa+de+ateroma&gs_l=img.3...14730.14730.0.14934.1.1.0.0.0.0.0.0..0.0...0.0...1c.1.18.img.tK8z9cCWcnw#facrc=_&imgdii=_&imgrc=kUfiPkdmNeAA_M%3A%3BGNuCQuZwb7gSUM%3Bhttp%253A%252F%252F3.bp.blogspot.com%252F-tL8QPFfIFxA%252FUJvw5RV9uvI%252FAAAAAAAAAQM%252FHydP8ju05Lo%252Fs1600%252Fb5.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fnutribonavitta.blogspot.com%252F2012%252F11%252Farteriosclerose-diabetes-mellitus.html%3B999%3B779

·         Doenças auto-imune, como artrite reumatoide e lúpus,  que provocam reações imunes contra os antígenos do próprio indivíduo, portanto também desencadeiam processos inflamatórios.

·         Quadros extremos de processos infecciosos como a sepse, que se caracteriza por uma inflamação generalizada. Nesse caso a PCR auxilia no monitoramento da evolução da infecção, e pode ainda ser um indicativo do prognóstico.

·         Risco cardíaco (infarto agudo do miocárdio, AVC, tromboses arteriais), pois mesmo a discreta inflamação nas artérias durante o processo de aterosclerose (formação das placas de ateroma), a concentração da PCR no sangue muda.

Teste para detecção de proteína C reativa - prova de aglutinação em placa com partícula de látex)Editar

(técnica simplificada)

Material:

- Amostra biológica (soro)
- Reagente de látex
- Espátulas
- Placa
- Pipeta
- Ponteira
- Papel toalha
- Controle +(positivo) e controle – (negativo)
Latex.jpg

Kit PCR Látex Fonte: http://www.interlabdist.com.br/produtos/mostra_produto/1635,pcr-latex-50-testes


 
Métodos:

- Pingar uma gota do controle + (positivo) e do controle – (negativo) na partícula.
- Pingar uma gota de soro a ser testado.
- Adicionar uma gota de reagente látex homogeneizado e misturar com as amostras.
- Fazer movimentos rotatórios com a placa e observar se há aglutinação.

Leitura:

- Reação positiva: nítida aglutinação – indica presença de PCR em concentrações acima de 6 mg/L .
- Reação negativa: ausência de aglutinação – indica concentração de PCR inferior a 6 mg/L.

 

A prática de proteína C (ensaio qualitativo), realizada durante as aulas de imunologia possibilito

IMG 1527.jpg

Teste realizado por aluna durante a aula prática.

u um melhor entendimento de algumas questões relacionadas à técnica:

·         O poliestireno (reagente de látex) é usado como uma estrutura suporte, que tem carga negativa e se liga a porção Fc dos anticorpos anti PCR (que é a mais positiva), deixando a porção Fab livre para se ligar à PCR.

·         A característica de especificidade dos anticorpos anti PCR, que estão presentes na superfície das micropartículas de poliestireno garante a formação dos imunecomplexos, que irão precipitar. O poliestireno possibilita a visualização dessa formação a olho nu.

·         Essa técnica é utilizada para reconhecer a presença de mais de 6mg/L de proteína C reativa, e não tem a capacidade de quantificar, que só se obtém através de outro processo, a turbidimetria.

Links ExternosEditar

ReferênciasEditar

1. SILVA, Alexandre R. V.; Machado, Fábio S. “Procalcitonina e Proteína C Reativa como Indicadores de Sepse”. Revista Brasileira Terapia Intensiva, Volume 17. Número 3. Julho/Setembro 2005.

2.ABBAS, Abul K.; LICHTMAN, Andrew H.; PILLAI, Shiv. Imunonologia celular e molecular, 7a edição, Elsevier 2011.


3. MILHAZES, Ana Laura, Anotações em sala da disciplina de Imunologia, UNIVILLE 2013.


4. CERNESCU, Beatriz, Anotações em sala da disciplina de Imunologia, UNIVILLE 2013.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória