Fandom

Wiki AIA 13-17

Via MBL do Sistema Complemento

333 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Editora: Sophia Martins Barbosa

Colaboradores: Gabrielly de Araújo, Ana Carolina Simoneti, Ana Laura Milhazes e Beatriz Cernescu


IntroduçãoEditar

Como vimos anteriormente, há 3 vias de ativação do Sistema Complemento: clássica, alternativa e MBL ou Via das Lectinas. Lectinas são proteínas plasmáticas (muito semelhantes a C1) que possuem afinidade com manose - que está presente nas superfícies celulares de bactérias e fungos.

Via das LectinasEditar

É uma via com mecanismo efetor de imunidade inata e sua ativação é muito semelhante com a Via Clássica. É importante lembrar que é uma via independente de anticorpo, sendo assim, sua ativação será realizada pela ligação de polissacarídeos microbianos às lectinas plasmáticas circulantes. 

Como foi citado acima, na superfície celular do patógeno há um polissacarídeo denominado manose, com o qual as lectinas (lectinas ligadoras de manose ou MBL) tem afinidade e se ligam a ele. Essas lectinas são semelhantes a C1q da via clássica e se subdividem em: MASP1 (semelhante a C1r) e MASP2 (semelhante a C1s).

MASP2 cliva C4 E C2 que se juntam e formam o complexo C4b2a. Esse complexo é a C3-convertase, pois irá clivar C3 em C3a e C3b. A partir daí outro complexo maior é formado: C4b2a3b, que por sua vez irá clivar C5 em C5a e C5b. C5b é que se ligará aos demais formando: C4b2a3b5b. Nesse momento acaba o processo particular da terceira via do Sistema Complemento e as demais etapas são iguais para todas as vias. Ocorrerá a formação do MAC (complexo de ataque à membrana).

Figura12 6 mbl.JPG

As 3 vias do SC. Fonte: ABBAS,Abul K.; LICHTMAN,Andrew H.;PILLAI,Shiv. Imunologia Celular e Molecular. Elsevier 7a edição.

O MAC é formado com a ligação de C6, C7, C8 e C9. Aqui é importante lembrar que C8 cataliza a polimerização de C9, que formará poros na membrana do patógeno, facilitando a entrada de substâncias.

Todo esse processo é melhor visualizado nos links externos e nas figuras aqui postadas.

Figura12 12 mbl.JPG

Formação do MAC.Fonte: ABBAS,Abul K.; LICHTMAN,Andrew H.;PILLAI,Shiv. Imunologia Celular e Molecular. Elsevier 7a edição.

















Links Externos:Editar

  1. http://www.youtube.com/watch?v=u-oC721_wWA
  2. http://www.youtube.com/watch?v=9qdUoQxeuzw
  3. http://www.asbai.org.br/revistas/vol305/ART%205-07%20-%20Lectina%20ligante%20de%20manose.pdf

Referências:Editar

  1. ABBAS, Abul K.; LICHTMAN, Andrew H.; PILLAI, Shiv. Imunonologia celular e molecular, 7a edição, Elsevier 2011.
  2. ARAÚJO, Gabrielly de, Anotações da aula da Disciplina de Imunologia. UNIVILLE.
  3. SIMONETI, Ana C.,  Anotações da aula da Disciplina de Imunologia. UNIVILLE.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória